segunda-feira, 2 de março de 2015

NEOLIBERALISMO NO BRASIL E NO PARANÁ: Aqui não, no Paraná nós gritamos "VERGONHA!" "VERGONHA!" "VERGONHA!" e vamos para cima...

O NEOLIBERALISMO 
NO BRASIL E NO PARANÁ...
Artigo de Lucio Lopes

Pela quarta vez, ano passado, o Neoliberalismo tucano foi derrotado nas urnas. Essas derrotas seguidas acumulou um ódio de classe no Brasil, ódio esse abarcado e disseminado pelos políticos do PSDB e seus aliados representantes da direita reacionária. Em Minas, os mineiros deram um basta à política tucana, mas São Paulo segue com as políticas tucanas que definham o Estado ano a ano; enquanto no Paraná os paranaenses elegeram um governo que já havia quebrado as finanças do Estado em 2013. Hoje, vivem o terror das políticas do Estado Mínimo que Richa vem implementando "a ferro e fogo".


O NEOLIBERALISMO NO BRASIL foi derrotado nas urnas no último pleito eleitoral, de 2014, para a escolha do novo presidente. Aécio e seu plano tucano de privatizar o Brasil foi derrotado pela força do povo através do voto. Inconformados, o PSDB e a elite burguesa financeira não desistem de criar o terror no país, seja por meio da mídia golpista, seja por meio das redes sociais, para justificarem uma deposição ilegal ou legal da presidenta legitimamente eleita,  Dilma Rousseff. 

Bresser Pereira, ex-tucano, disse essa semana que, "O RICOS TÊM ÓDIO DO PT" simplesmente porque o PT cuida dos pobres. As palavras de Pereira, retratam a atual conjuntura política brasileira em que Dilma trabalha para construir um Brasil melhor, enquanto o PSDB quer o retorno da direita ao poder, quer o retorno do desemprego, do arrocho salarial, da pobreza e das privatizações. 

O que impressiona não é a afirmação de Pereira, pois isso todos já sabíamos. O que impressiona que isso é afirmado, reconhecido por um tucano, ainda que hoje "ex" como filiado.

Aí surgiu um fenômeno que eu nunca tinha visto no Brasil. De repente, vi um ódio coletivo da classe alta, dos ricos, contra um partido e uma presidente. Não era preocupação ou medo. Era ódio”, revelou, em referência ao período eleitoral de 2014. Para Bresser Pereira, a insistência em pautar um possível impeachment não irá adiante. “A democracia está consolidada e todos ganham com ela, ricos e pobres. O Brasil só se desenvolve quando tem uma estratégia nacional de desenvolvimento”, declarou. Bresser Pereira disse ainda que o governo da presidenta Dilma Rousseff está dando passos acertados com a adoção do pacote de ajustes econômicos. “Quando Dilma faz ajuste ela não está sendo ortodoxa. Está fazendo o que tem que fazer. Havia abusos nas vantagens da previdência. Subsídios e isenções foram equívocos. Nada mais desenvolvimentista do que tirar isso e reestabelecer as finanças”, analisou.[Dê clique aqui para ler a matéria completa]

É nessa expectativa da volta da direita reacionária que se sustenta o "FORA DILMA". O pior mesmo de tudo isso, é que muitos trabalhadores ou filhos de trabalhadores, gente do povo, de forma alienada, apoia as ações dos "golpistas" do impeachment de Dilma. Uma nova classe média que agora esquece o que era antes, prega uma ideologia burguesa contra o Estado voltado para as camadas mais necessitadas da população. Chegam a ser hilários, culpam Dilma por tudo... desde o aumento do IPTU à guerra entre Israel - Palestina. 

O PSDB faz campanha diuturnamente contra a PETROBRÁS utilizando-se do primeiro caso de corrupção investigado com rigor nesse país, graças justamente ao governo de Dilma. O mesmo PSDB que tem medo da lista do HSBC, que contém milhares de brasileiro hiper ricos sonegadores e que guardaram dinheiro em banco estrangeiro desviando bilhões de nossos cofres públicos. O PSDB negou-se a assinar a CPI, talvez porque tenha medo de que cheguem neles mesmos. Estranhamente a mídia golpista liderada pela Globo e Revista Veja, esconde o caso. 

Os ricos, já sabemos sonegam impostos sem pudor, e isso é corrupção da brava que merece também todo o rigor da mesma investigação da PETROBRÁS. O mesmo PSDB e a mídia golpista, com a ajuda de "gente amiga" tornaram público alguns depoimentos - delação do caso "PETROLÃO", justamente de processos que correm em segredo de justiça e que, portanto, não deveriam ser divulgados. O estranho é que esses depoimentos apenas atingem gente da base do governo ou do PT. Quando sabemos que a corrupção na PETROBRÁS foi justamente facilitada no governo de FHC.

A estratégia é simples. Destruir a reputação da PETROBRÁS, derrubar seu preço no mercado, gerar uma crise econômica com desemprego provocado pelo fechamento de empreiteiras nacionais que hoje prestam serviços à PETROBRÁS, num cenário catastrófico do "quanto pior melhor"; isso justificaria a privatização forçada da PETROBRÁS e da PETROSAL. Aécio nunca escondeu na campanha eleitoral que pretendia privatizar e que iria tomar medidas impopulares - leia-se que "medidas impopulares" na linguagem tucana é a destruição de tudo o que é público.

Assim agem os tucanos desde a época de FHC quando tentaram sucatear as universidades federais e fecharam os institutos tecnológicos existentes. O objetivo a longo prazo era privatizar a educação. A eleição do torneiro mecânico para a presidência da República impediu a realização desse sonho tucano. Lula só não rompeu com esse sonho como construiu centenas de novos institutos tecnológicos Brasil afora e ainda construiu mais de 13 novas universidades federais.

Agora vivemos essa experiência no Estado do Paraná. O governador Beto Richa está sucateando as universidades estaduais que levaram anos para construir reputação em meio ao ensino superior do Brasil. Quem não conhece no Brasil ou nunca ouviu falar nas universidades UEM e UEL? Pois bem, o objetivo é privatizar, terceirizar as nossas universidades. Privatizar a nossa água e nossa luz. Privatizar a saúde. Terceirizar a educação básica. 

Esse é o projeto neoliberal do PSDB para o Paraná. No momento, os servidores públicos do Paraná demonstram uma resistência que está encantando o Brasil. Aqui não é São Paulo não PSDB, onde vocês privatizam tudo e destroem tudo o que é público e a população alienada só diz amém... Aqui não, no Paraná nós gritamos "VERGONHA!" "VERGONHA!" "VERGONHA!" e vamos para cima... E isso é só o começo... Os paranaenses não estão afim de verem o público destruído, privatizado, no nosso querido Paraná.

Filoparanavai 2015

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...