http://filoparanavai.blogspot.com.br/

domingo, 11 de abril de 2010

ELEIÇÕES 2010: PSDB e/ou NEOLIBERALISMO? PSDB quer governar para quem?

Counter


OLHAR CRÍTICO


A DIFERENÇA entre os Projetos de Governos do PT e do PSDB


Movimento Fora da Ordem: Repostas aos Tucanos

Na “festa” dos Tucanos e Demos no dia 10 de abril, coube a Aécio Neves os principais ataques ao Partido dos Trabalhadores.

Com isso, o tucanato mandou um claro recado: não existe nenhuma ala no PDSB que queira dialogar com o PT, enterrando de vez a crença de uns poucos do nosso partido que pensavam na possibilidade de construção de uma agenda conjunta para o país.

Estrategicamente na fala de Aécio não houve nenhuma citação negativa contra o Governo Lula. Seu objetivo foi tentar de maneira distorcida e caluniosa desconstruir a história do Partido dos Trabalhadores.

Primeiro ataque: “...eles negaram seu voto a Tancredo no Colégio Eleitoral”

Nós do PT temos muito orgulho de ter participado ativamente das mobilizações que puseram fim na Ditadura Militar, afinal, o primeiro ato em defesa das Direitas foi convocado pelo PT, que depois se tornou um grande movimento cívico, suprapartidário e de massas. Temos ainda mais orgulho de não ter participado da farsa do Colégio Eleitoral, não aceitaremos nunca nenhum tipo de acordo que retire do povo brasileiro o direito de decidir o seu futuro.

Segundo ataque: “...eles negaram seu voto a Constituição de 88”

O PT teve o protagonismo de apresentar sua proposta de Constituição para o Brasil. No lugar de acordos de bastidores, preferimos as mobilizações populares para construir esse momento da História. O famoso bloco chamado “Centrão” derrotou importantes avanços para a nova Constituição. Mesmo assim o então deputado constituinte Lula assinou a Carta.

Mas foi no Governo do PT que o Brasil finalmente passou a garantir ao seu povo os principais direitos constitucionais como: alimentação, educação pública, salário digno, participação popular, entre outras conquistas.

Terceiro ataque: “... eles negaram seu apoio ao Governo Itamar”

Para o PT os espaços de Governo só servem se for para melhorar a vida da população. A fórmula proposta por Itamar Franco foi construir um Governo com todas as forças do país, mas sem projeto. O resultado foi um Governo em que quase todas as forças tinham um espaço, mas sem nenhuma direção. Hoje o Governo Itamar é lembrado com um dos mais rejeitados pelo povo brasileiro.

Quarto ataque: “... eles negaram seu apoio as privatizações”

No ápice de sua fala Aécio acusou o PT de não votar a favor das privatizações. Exatamente ai se encontra o abismo que separa PSDB e PT. Enquanto os tucanos acham que o Estado é um problema e o mercado pode resolver tudo, nós achamos que a função principal do Estado é garantir os direitos ao povo.

As privatizações foram um dos mais duros ataques ao Patrimônio Público. Empresas públicas de caráter estratégico para o país, que com investimento em eficiência poderiam contribuir para o desenvolvimento nacional, foram entregues a preço de bananas à conglomerados estrangeiros.

Mas a fala de Aécio abre um debate importante para o país: se os tucanos se orgulham das privatizações que fizeram, quer dizer que pretendem privatizar ainda mais caso voltem ao comando do Governo Federal.

Imaginar o Brasil sem o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, a Petrobras, o BNDES, os Correios ou a Eletrobrás, é pensar que o nosso futuro será ficar à mercê de grandes capitalistas internacionais, os mesmos que foram responsáveis pela recente quebra de países considerados desenvolvidos na crise econômica de 2009.

Enfim, essa é a principal diferença entre PT e PSDB. Para eles a política não é assunto para o povo e o desenvolvimento é tarefa do “mercado”. Essa lógica levou à quebradeira de todos os países que adotaram tal fórmula, além de viabilizar e aprofundar a última crise econômica.

Para nós, a política só tem razão quando o povo participa, cabendo ao Estado liderar um desenvolvimento econômico sustentado e socialmente justo. Este é o resultado que queremos; esta é a obra que estamos vendo no Brasil de hoje.

A tarefa de cada militante do PT e do campo democrático e popular é mostrar ao povo brasileiro que o que está em jogo não é apenas a escolha entre dois candidatos e sim dois projetos diametralmente opostos, e temos certeza que o Brasil fará a escolha certa.

Movimento Fora da Ordem - O Fora da Ordem é um movimento que reúne diversas correntes, grupos regionais, agrupamentos e militantes independentes na defesa de uma Juventude Petista, socialista, libertária e de lutas.

fonte: pt site oficial

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...