RECOMENDE O BLOG FILOPARANAVAI PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK

    segunda-feira, 31 de março de 2014

    Série TEMAS para Debates e Redações: 50 anos para descomemorar_Comissão da Verdade (Ditadura Militar 64)

    Contador de visitas 










    PRIMEIRO DE ABRIL DE 1964 
    PRIMEIRO DE ABRIL DE 2014 
    Esse dia é um dia de LUTO e memória! 
    Ditadura NUNCA MAIS!!! 
    VIVA A NOSSA DEMOCRACIA!!! 
    UM GRANDE "VIVA" E "MUITO OBRIGADO" 
    A TODOS OS NOSSOS HERÓIS E NOSSAS HEROÍNAS, CONHECIDOS OU ANÔNIMOS, QUE COM CORAGEM E MUITO AMOR CÍVICO COMBATERAM ESSE REGIME SATÂNICO DE MORTE E DOR!


    UM PERÍODO DE NOSSA HISTÓRIA
    PARA NÃO SER ESQUECIDO 
    E PARA NÃO SER COMEMORADO 

    O Regime Militar é instaurado pelo golpe de 1º de abril de 1964. O plano político é marcado pelo autoritarismo, supressão dos direitos constitucionais, perseguição política, prisão e tortura dos opositores, e pela imposição da censura prévia aos meios de comunicação. Na economia há uma rápida diversificação e modernização da indústria e serviços, sustentada por mecanismos de concentração de renda, endividamento externo e abertura ao capital estrangeiro.
    ____________________________
     

    Alunos invadem sala de aula após 
    professor defender a ditadura no Brasil 

    Ao tentar defender a ditadura civil-militar (1964-1985) no Brasil, o professor de direito administrativo, Eduardo Lobo Gualazzi, da Faculdade de Direito, foi surpreendido por uma intervenção dos alunos da Universidade de São Paulo (USP). O grupo de estudantes invadiu a aula para protestar contra a postura do docente, que saiu da sala logo em seguida. 

    Do lado de fora, os alunos simularam uma cena de tortura. Em seguida, todos entraram encapuzados na classe, bem na hora em que o professor criticava a esquerda, dizendo que “o socialismo comunismo esquerdista-totalitário almejava apoderar-se totalmente do Brasil”. 

    O protesto, que ocorreu nesta segunda-feira (31), foi registrado em vídeo por um dos estudantes. Nas imagens, Gualazzi aparece lendo um texto que distribuiu para alunos do 3º ano. 

    De acordo com um dos alunos que realizou a intervenção, Gualazzi continuou agressivo do lado de fora da classe e foi seguido por seus monitores. [Conteúdo extraído do site:http://www.brasildefato.com.br/]

     
     


     
    CartaCapital 
    Especial 50 anos do golpe: Dal Marcondes reflete sobre como a ditadura levou à fuga da política por gerações de jovens e de pessoas que poderiam ter ajudado o Brasil a ter quadros políticos melhores, mas que jamais conseguiram porque o militares fecharam as portas. "Algumas das melhores cabeças da geração nascida nos anos 1950 jamais se aproximaram da política, e os motivos foram os mais diversos, mas sempre relacionados ao cerceamento e ao perigo que a política oferecia. Claro que há pessoas que seguiram a militância, muitas com riscos para a própria vida e de seus familiares, e algumas de fato morreram. Apenas uma minoria encarou os riscos e seguiu em frente." Confira o relato aqui:[http://www.cartacapital.com.br/]
     
    Para ler outros textos da série especial, além de matérias sobre a ditadura, acesse: [http://www.cartacapital.com.br/
     
    O que é a Comissão Nacional da Verdade [http://www.cnv.gov.br/
     
    A tortura e os mortos na ditadura militar [http://jornalggn.com.br/
     
    Notícias sobre a Comissão da Verdade [http://ultimosegundo.ig.com.br/
     
    VÍDEOS SOBRE O TEMA


     
    O que foi a Ditadura Militar no Brasil? [http://www.historiadobrasil.net/
     
    Ditadura Militar no Brasil - 1964 - 1985 [http://www.sohistoria.com.br/
     
    Significado de Ditadura militar [http://www.significados.com.br/
     
    Fim à Pena de Morte no Brasil [http://novo.fpabramo.org.br/
    ENTREVISTA: "Fico impressionado com o profundo desconhecimento que essa nova geração possui sobre a ditadura militar. O desconhecimento muitas vezes leva ao descompromisso com a história." [http://www.brasil247.com/]

    ÚLTIMA PESQUISA DE OPINIÃO POPULAR SOBRE O TEMA:Pesquisa Datafolha mostra que 46% defendem a anulação; no dia em que o golpe militar completa 50 anos, 46% também defendem castigo aos torturadores e contra 41%; em estudo semelhante realizado em 2010, o resultado foi inverso: 45% eram contra, 40% a favor; em 2010, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 7 votos a 2, pela improcedência da ação apresentada pela OAB que questionava a aplicação do texto sobre os agentes do Estado que praticaram torturas durante o regime militar (1964-1985)[http://www.brasil247.com/]
    ASSISTA O VÍDEO EM QUE PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF DETONA SENADOR DA DIREITA BRASILEIRA [https://www.facebook.com/]

    Veja também, revisão da lei da Anistia é alvo de debate no Senado. A lei é de 1969 e foi editada pela própria ditadura militar.


    filoparanavai 2014

    Nenhum comentário:

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...