http://filoparanavai.blogspot.com.br/

sábado, 11 de novembro de 2017

EU SOU BRANCO E APOIO 100% A LUTA DA POPULAÇÃO NEGRA BRASILEIRA: Contra o Racismo e contra as desigualdades sociais e econômicas.

Quando teremos uma 
"Comissão Internacional da Verdade" 
sobre a escravidão de africanos no Brasil? 





Faz 129 anos (13 de Maio de 1888) e ainda sofremos as consequências: desigualdades sociais e econômicas atingem a população negra como um todo e o Racismo continua a machucar as almas de milhões de afro-brasileiros. Quase 400 anos de escravidão, em torno de 10 milhões de escravos para mais (já que eram os brancos europeus que contavam - quem acredita neles?). 

Sequestrados em suas terras, tratados como animais, transformados em mercadorias; torturados, prisioneiros, imposição do credo cristão (contraditório?). Será que Jesus aceitaria isto em sã consciência evangélica?); descartados quando não eram mais interessantes para os proprietários (expectativa de vida de um negro escravo = em média 40 anos); um verdadeiro CRIME CONTRA A HUMANIDADE. 

Quando os negros brasileiros serão INDENIZADOS? 

Quando os brancos escravocratas serão punidos? 

E Deus? Do lado de quem esteve nestes mais de 500 anos? E a Igreja Católica era do lado dos negros ou dos brancos? Nenhum negro clamou a Deus por sua vida ou pelas vidas de irmão africanos? Deus não escutava os gritos de sofrimentos que vinham de centenas, milhares, de escravos a partir dos salões de torturas ou dos pelourinhos públicos? Por que o mal parece ser mais forte sempre? Jesus teria se iludido com uma utopia ao revelar um Deus apaixonado pelos mais pobres, mais fracos? 

"Consciência negra" é apenas para os negros? BRANCOS E NEGROS UNIDOS PELO FIM DO RACISMO E POR IGUALDADE SÓCIO-ECONÔMICA PARA O POVO BRASILERO, sem discriminações! 

Eu só penso...😢







Você pode se interessar:

Movimento Negro Brasileiro: alguns apontamentos históricos

http://www.scielo.br/pdf/tem/v12n23/v12n23a07

Organização social e política dos povos indígenas
https://drive.google.com/file/d/0B-bN_VcOFNMMQm5WcHM5Xy1pQUk/view

Os índios Xetá
http://www.museuparanaense.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=111

Organização social e política indígena
https://pib.socioambiental.org/pt/povo/guajajara/541

Organização religiosa dos indígenas
https://pib.socioambiental.org/pt/povo/guarani-mbya/1293

Indígenas Kaingang
https://pib.socioambiental.org/pt/povo/kaingang/288

Consciência Negra livre de machismo
http://www.revistaforum.com.br/digital/173/consciencia-negra-livre-de-machismo/

Consciência Negra
https://www.geledes.org.br/consciencia-negra-por-que-pra-que-e-de-comer/

Racismo Institucional
http://racismoinstitucional.geledes.org.br/entenda-o-que-e-ri/

Genocídio e juventude negra
https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2016/06/08/em-relatorio-cpi-apresenta-sugestoes-para-acabar-com-genocidio-da-juventude-negra

Violência e Racismo
http://www.agenciapatriciagalvao.org.br/dossie/violencias/violencia-e-racismo/

Quantos homens e mulheres a Igreja Católica matou na Idade Média??? Quantos e quantas continua a matar hoje?


Quando teremos uma "Comissão Internacional da Verdade" mista, religiosa e laica, para investigar as milhares ou milhões de mortes decretadas pela cúpula da Igreja Católica, durante mil anos de Idade Média? Precisamos da verdade! Seus representantes torturavam as vítimas, realizavam julgamentos sumários, forçavam conversões e aprovavam sentenças de morte, sendo a fogueira pública a principal forma de assassinato. 

A Igreja Católica apresentou na década de 1990 estudos feitos por gente dela mesma afirmando que matou-se menos que dizem os livros de história. Isto é tripudiar da inteligência das pessoas. Seria a mesma coisa que uma raposa encomendasse estudos a outras raposas para demonstrar que comeu menos galinhas e mais maçãs em um ano todo. O então papa JoÃo Paulo II pediu perdão pelas atrocidades cometidas. E tudo bem? Amém? 

Onde estava Deus? Do lado de quem? Dos inocentes silenciados ou da Igreja que silenciava? Foi a "Inquisição Protestante" mais "doce" que a Católica? 

Eu só penso... 😢

Por onde esteve Deus durante a "Ditadura Militar"? Por onde anda Deus no dias de hoje, durante o GOLPE dos riscos e corruptos que ceifa vidas de milhões de brasileiros e brasileiras?

O Nazismo matou em torno de 11 milhões de inocentes, em média 1 milhão por ano. Torturava suas vítimas ao sofrimento extremo e disseminava o ódio e o medo pelo mundo desde a Alemanha. 

Por que Adolf Hitler viveu tanto tempo a fim de fazer tanto mal (11 anos no poder /1934 até 1945)? O Nazismo ainda sobrevive? Onde estava Deus? Nenhuma vítima orou por sua vida ou pelas vidas de seus irmãos? Deus estaria surdo? Do lado de quem estava Deus? 

Eu só penso... 😢

A FILOSOFA JUDITH BUTLER E A EXPOSIÇÃO DA IGNORÂNCIA DE GRUPOS RELIGIOSOS "FACISTAS"




Grupos ultraconservadores, carregados de moralismo sexual religioso e defensores da família nuclear patriarcal e heterossexista, ligados ora à Igreja Católica, ora às igrejas de tendências protestantes, neopentecostais e outras, disseminam nas redes sociais e entre os fiéis dessas denominações, ideias de que exista uma chamada "IDEOLOGIA DE GÊNERO" que, para eles, seria a apologia a aberrações como pedofilia, zoofilia, destruição da família, e outros besteróis que saem das bocas e das mentes dessa gente de intelecto muito curto, de pouco estudo, e ainda de uma cultura medieval. 

A inimiga deles já foi eleita! É a grande e renomada internacionalmente, filosofa Judith Butler. A filosofa é a maior referência que temos hoje na luta contra o machismo, contra a homo-lesbo-transfobia. Na verdade, como a própria filosofa já falou em algum momento, essas pessoas têm horror às mudanças, ficaram paradas no tempo e que tempo... no Medieval, eu concluo.



Os componentes desses grupos chegaram a interferir nas votações legislativas sobre o Plano Nacional de Educação, Federal e nos Estaduais e Municipais. Não possuem o mínimo de argumentos acadêmicos. Fazem um discurso carregado de medievalismo, portanto, moralista; carregado de crenças-fanatismos e quando não, atacam fisicamente as pessoas como aconteceu esta semana em um aeroporto de São Paulo, por onde transitava a filosofa Butler. Infelizmente o Congresso, as Assembleias Estaduais e as Câmaras de Vereadores, que nada ou pouco entendem de educação, cederam por interesses políticos, a essa gente abestalhada.

Se existe realmente uma "ideologia de gênero",  é aquela que construiu ao longo do tempo a hierarquização de gênero que bem conhecemos e que é fonte de toda a violência sofrida pelas mulheres e pessoas trans e homossexuais nos dias atuais. 

Sou da ideia ainda de que esse conceito "Ideologia de Gênero" tenha sido adotado de algum "dicionário" medieval contra quem quer que se colocasse, naquele período de trevas, à cultura sanguinária católica que levou milhões de homens e mulheres à morte por se oporem às suas verdades!

Se em algum momento foi ensinado "ideologia de gênero" na escola, podemos afirmar que foi algo sempre presente e contra o qual devemos lutar: sempre aprendemos nos bancos escolares uma cultura machista, patriarcal, e misóginica. 

É contra isto que Butler se coloca. Ninguém pode ensinar alguém a ser homem ou mulher, hetero ou gay, até porque isto é impossível. Devemos lutar sim por uma sociedade que permita a liberdade da autoconstrução e a existência das diferenças, promovidas de forma justa e equitativa.


ASSISTA AO EVENTO DE 06 DE NOVEMBRO DE 2017: Em evento organizado pela Unifesp, o Instituto de Cultura Árabe e a editora Boitempo, Judith Butler realiza o lançamento do seu novo livro CAMINHOS DIVERGENTES. AVANCE O VÍDEO PARA 5 MINUTOS E 30 SEGUNDOS.


APROVEITE A SEGUINTE CONFERENCIA PARA COMPREENDER UM POUCO MAIS: Preconceito contra minorias, feminismo, homofobia. O que temos a ver com isso? Qual a diferença entre sexo, sexualidade, gênero e identidade de gênero? Há quanto tempo a sociedade discute estes conceitos? O quanto avançamos? O que ser normal? Palestrante: Judith Butler | Mediação: Vladimir Safatle

 





Um pequeno guia ao pensamento, 
aos conceitos e à obra de Judith Butler:  
Aliás, a TV brasileira produz muito pouca coisa boa. Mas uma dessas coisas, é o programa que selecionei do "Casos de Família", da Rede SBT de Televisão. No programa, temos uma definição clara, a partir de sujeitos trans, daquilo que é a transexualidade. Diferenciação perfeita sobre ser transgênero e orientação sexual. Ter direito a ser diferente! Só disso que a humanidade precisa! Mais conhecimento, menos preconceito e discriminação! Mais amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...