RECOMENDE O BLOG FILOPARANAVAI PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK

    sábado, 16 de maio de 2015

    DESSA PARTE DE NOSSA HISTÓRIA EU ME ORGULHO: EU AJUDEI ESCREVER...

    Ao ler que na Espanha, especialmente na região da Andaluzia a mais afetada pela crise econômica que se abate sobre o país no momento, grupos civis, ou seja, ONGs, estão organizando nas férias atividades extracurriculares nas escolas para que as crianças e adolescentes permaneçam nelas a fim de que possam receber ao menos merenda pois que, em casa muitas dessas crianças e adolescentes não terão acesso à alimentação, me inspirei a escrever esse "ensaio" de artigo e refletir um pouco sobre o atual momento conjuntural político/econômico do Brasil. 



    O desemprego na Espanha  já chega quase aos 30%, e entre os jovens já passa dos 40%. O desemprego, numa sociedade capitalista, obviamente joga todos os dias milhares de pessoas na pobreza. A Espanha é apenas um exemplo dos malefícios que se abatem sobre as grandes potências econômicas. O povo paga o preço com a pobreza extrema para que sobre dinheiro a fim de que o Estado possa salvar instituições financeiras e empresas falidas. É como aquela passagem bíblica em que se tira até o pouco daquele que quase nada tem; para dar então àquele que tudo tem...

    Estava eu aqui pensando com "meus botões" como essa gente que nutre um ódio de classe contra Lula e Dilma, ódio esse alimentado por uma profunda alienação, ignorância, preconceito, ódio produzido e disseminado pelas elites dominantes que dia e noite utilizam-se dos meios de comunicação para difundirem sua ideologia; é um tanto retardada, não conhece a história de seu próprio país.

    Em 2003, Lula mudou os rumos da economia brasileira. Engana-se quem pensa que Lula deu continuidade à política econômica do governo de FHC e que na verdade não era do FHC, era do "Consenso de Washington", era do FMI - Fundo Monetário Internacional. 


    A primeira grande cartada de Lula foi colocar o FMI para correr, o mesmo FMI que hoje tenta salvar as potências europeias gerando desemprego e pobreza. O mesmo FMI que hoje detona a vida do povo na Grécia. Com Lula o Brasil passou de devedor à credor.

    Só mesmo quem não conhece a história do Brasil ou é retardado das ideias não se lembra que bastava um espirro lá fora e o Brasil já ia para a UTI e quem pagava a conta da UTI sempre era o povo.


    O Brasil devia bilhões ao FMI e para emprestar sempre mais precisava aceitar as ingerências do Fundo que determinava diminuição do poder aquisitivo do salário, desemprego, privatizações, e outras receitas que nunca eram boas para o povo.

    Eu admiro Lula e Dilma, e mais que isso, tenho orgulho de ter vivido para votar neles e viver sob os seus governos. Nossa República Democrática exige a convivência harmoniosa entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Por isso eu os admiro. Mesmo com um Congresso podre como o nosso - corrupto e que não representa o povo, aí está o mensalão para comprovar, Lula e Dilma conseguiram governar com o povo e para o povo. Isso, como diz o Lula, "nunca aconteceu antes na história do Brasil". Essa não é uma frase de efeito, ela é literalmente verdadeira.


    Nesse momento aliás eu leio uma notícia que ilustra muito bem o que estou dizendo, como o Executivo é refém de um Congresso corrupto: "O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu jogar ainda mais pesado contra o Palácio do Planalto; avisou que se o procurador-geral Rodrigo Janot for reconduzido ao cargo, em meados deste ano, a presidente Dilma Rousseff conhecerá o que chamou de "inferno" no parlamento; ou seja, um quadro ainda pior do que o atual, em que o governo vem sofrendo sucessivas derrotas; investigado na Lava Jato, depois de ter sido acusado pelo doleiro Alberto Youssef de receber recursos do grupo Mitsui, Cunha suspeita que o Planalto estimula a ação de Janot contra ele; presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também promete guerra caso Janot seja reconduzido" [Leia mais em: http://www.brasil247.com/]

    Só me lembro de JANGO com um amor imenso pelo povo. Mas os militares em 64 não lhe deram tempo para demonstrar todo esse amor.

    Nunca nesse país o povo teve vida boa como a que conquistou com os avanços nos governos Lula e Dilma. Acesso a muitos bens materiais e sociais que antes eram privilégios voltados apenas para classes sociais abastadas. Moradias, carros, educação, saúde, etc... etc... Nunca houve tanto investimento em infraestrutura [VEJA AQUI AS MUITAS OBRAS CONTRATADAS, EM ANDAMENTO OU JÁ CONCLUÍDAS PELO BRASIL TODO QUE HOJE É UM GRANDE CANTEIRO: http://www.pac.gov.br/]

    Lula e Dilma conseguiram o feito de preservarem empregos, mesmo com baixo crescimento econômico. Enquanto lá fora o desemprego cresce e a pobreza também, aqui Lula e Dilma conseguiram manter o Brasil em uma situação econômica equilibrada. Nada que se compare com o Brasil de antes de Lula.

    Aí, em um momento no qual precisávamos estar todos unidos para enfrentar essa crise, aparecem uns abestalhados falando contra Dilma, e curioso, os empregos que ainda os sustentam hoje é graças à política econômica da Dilma. Mas não, os abestalhados querem a saída da Dilma e a entrada dos neoliberais no governo. 


    Aécio Neves é o "espectro" dessa bandeira.

    Recorrem à corrupção investigada na Petrobrás como se fosse o primeiro caso de corrupção do país e que teria sido inventado pelo PT. Esquecem-se que o PT não inventou corrupção nenhuma, a corrupção graceja em todos os meios da vida política, social e econômica. E pode até ser que seja o primeiro caso sim, MAS O PRIMEIRO CASO DE CORRUPÇÃO QUE É VERDADEIRAMENTE INVESTIGADO. E até nisso o governo de Dilma agora e de Lula, antes, merece o reconhecimento positivo. Pois nunca antes nesse país investigou-se corrupção com tal intensidade. Ora, não podemos aceitar que usem isso para derrubar um governo legítimo e que é voltado para o povo. Aliás, de corrupção esses partidos de oposição que hoje defendem o golpe entendem muito bem.

    Quando defendem a volta dos neoliberais e a volta de Aécio, não sabem os abestalhados que estão defendendo a volta do desemprego e da pobreza ao Brasil. Todos os dias levanto as mãos aos céus e agradeço a Deus por nos ter livrado de um governo de Aécio. Quando olho para o nosso Paraná e vejo o governo do PSDB de Richa detonando com a economia de nosso Estado, desmontando os serviços públicos, aumentando impostos, mergulhado em profunda corrupção, além de tratar negociações trabalhistas com servidores de forma ditatorial jogando bombas e atirando balas de borracha contra manifestantes; fico imaginando o que seria o Brasil nesse momento nas mãos de Aécio. Com certeza, desemprego e pobreza. Nosso petróleo a essa hora já estaria nas mãos dos gringos.

    Leio notícias nesse momento sobre os impactos da crise econômica na Europa. Essa crise iniciada em 15 de setembro de 2008, com a quebra de um banco norte americano até hoje afunda as economias das grandes potências jogando na pobreza milhões de pessoas. Para relembrar o início de tudo isso:  A quebra do Lehman Brothers, o segundo maior banco de investimentos dos Estados Unidos, fundado há 158 anos, levou o maior pânico já visto em Wall Street em décadas. O anúncio do colapso do Lemon Brothers provocou instabilidade nas bolsas do mundo inteiro.[VER MAIS EM: http://expresso-noticia.jusbrasil.com.br/]

    Ou as pessoas não sabem ou fingem não saber que a economia mundial hoje está no buraco. Que o neoliberalismo faliu enquanto proposta teórica de recuperação da economia capitalista. Bom, fracassou, é claro, para o povo trabalhador, pois esse sempre paga o preço.

    E.U.A., Japão, China, Rússia, Europa toda, todos os países estão hoje em profunda crise econômica. Esses países em cima da propaganda manipulada escondem uma realidade muitas vezes difícil sob o ponto de vista social: os países tem índices elevados de pobreza decorrente de baixos salários, e desemprego crescente.

    O desempenho da economia mundial está prejudicando a retomada do mercado de trabalho em vários países. A Zona do Euro segue em estagnação econômica e está com uma taxa média de desemprego de 11,3%, sendo de 12,7% na Itália e de 23,2% na Espanha. Em recuperação lenta, os Estados Unidos tem uma desocupação de 5,5%. [VEJA MAIS EM: http://vermelho.org.br/]

    A coisa não anda bem para nós? Para eles muito menos. Mas é graças a um governo de Dilma e antes, de Lula, que hoje temos como respirar, planejar, e trabalhar, para que o Brasil, unido, siga em frente, superando essa crise econômica mundial sem jogar milhões de brasileiros na pobreza de novo.

    Vamos dar um basta à mídia tradicional e seu discurso golpista. Vamos rechaçar lideranças políticas das classes médias que pregam o ódio e que querem ver o Brasil em uma situação de caos. Vamos encaminhar o PSDB, o DEM, O Solidariedade, o PPS, e outros partidos que votam e lutam contra o Brasil, contra o povo trabalhador e defendem as elites dominantes, ao ostracismo total.

     
     

    Vamos ler mais, para ter uma leitura mais realista do Brasil!!!


    Filoparanavai 2015

    Nenhum comentário:

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...