RECOMENDE O BLOG FILOPARANAVAI PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK

    domingo, 1 de março de 2015

    É PRECISO DENUNCIARMOS QUE O NEOLIBERALISMO TUCANO É O MESMO QUE FAZ OS NÚMEROS DA POBREZA AUMENTAR NA EUROPA, TODOS OS DIAS...




    No meio do ano de 2014 ainda, o então governador tucano Beto Richa, do PSDB, e candidato à reeleição dizia em entrevistas que “O melhor ainda está [estava] por vir”. Eleito em outubro com 60, 98% dos votos válidos no estado, ainda em 2014 começou a impor a implementação do desmonte do Estado para sanar as dívidas que ele mesmo fez. Isso em cima dos cortes de verbas para educação, saúde, seguranças e outros serviços. Buscou aumento da receita por meio de aumentos monstros sobre icms de milhares de produtos, pedágios, ipva, água e luz. [confira nesse artigo mais informações - http://filoparanavai.blogspot.com.br/ - ]. No momento enfrenta a resistência dos paranaenses que saem às ruas contra suas políticas neoliberais.

    Mas o outro tucano, aquele que queria a presidência, o Aécio, tinha em Richa seu espelho. Dizia que Richa era modelo a ser copiado.
    O hoje cambaleante Aécio Neves já disse durante as eleições que, se eleito, imporia “medidas impopulares” ao país. Naquele tempo, diante da repercussão negativa, ele evitou anunciar quais seriam. Mas para quem conhece o PSDB não é difícil saber o nível das maldades. 

    Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central no trágico reinado de FHC e que havia sido anunciado como ministro da Fazenda de Aécio, não vacilava em afirmar para as plateias empresariais que reforçará a dose do tripé neoliberal – política monetária de juros altos; austeridade fiscal; e maior libertinagem financeira. 

    Nesse momento a Europa vive o desastre causado por este receituário. O resultado é o mesmo de sempre, onde quer que o neoliberalismo seja colocado em pratica: POBREZA. O neoliberalismo gera desemprego e por consequência salários com baixo poder aquisitivo e pobreza, é um ciclo. Só o grande capital ganha com o neoliberalismo. Esse é o sonho dos ricos no Brasil, o retorno do neoliberalismo. E o partido que carrega essa bandeira chama-se PSDB. São eles que estão por detrás do movimento  impeachment de Dilma.

    As economias da Alemanha e da França estão totalmente estagnadas [Alemanha: 3,1 milhões de pessoas com trabalho vivem à beira da pobreza - https://br.noticias.yahoo.com/alemanha]
    ; já a Itália entrou em recessão. O Banco Central Europeu (BCE) inclusive reduziu a previsão do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro para 0.9% neste ano. Estes números desmentem a mídia tucana, que difunde a ideia de que apenas o Brasil está em crise. 

    A diferença, porém, é que na Europa o ônus destas dificuldades é totalmente lançado nas costas dos trabalhadores. O desemprego bate recordes históricos – na Espanha, por exemplo, ele vitima mais de 50% dos jovens. Já os direitos trabalhistas são retirados e os salários são violentamente arrochados. Bem diferente do cenário do Brasil!

    Diante desta desgraceira, o próprio BCE anunciou na semana passada que adotará medidas mais enérgicas de estímulo à economia. O objetivo, pelo menos no papel, é tentar reverter o crescente desemprego, a quebradeira das indústrias e a regressão no consumo interno. Estima-se que tais medidas injetarão quase € 1 trilhão na zona do euro. Fanático adepto da chamada austeridade fiscal, Maria Draghi, presidente do BCE, alega agora que é preciso reduzir a contenção nas contas públicas para reerguer a Europa.Mesma conversa do governo do Paraná, Beto Richa.  Enquanto isso, no Brasil, os tucanos pregam exatamente este veneno, querendo derrubar a presidenta legitimamente eleita pelo povo. 



    Características do Neoliberalismo 
    (princípios básicos):

    - mínima participação estatal nos rumos da economia de um país;
    - pouca intervenção do governo no mercado de trabalho;
    - política de privatização de empresas estatais;
    - livre circulação de capitais internacionais e ênfase na globalização;
    - abertura da economia para a entrada de multinacionais;
    - adoção de medidas contra o protecionismo econômico;
    - desburocratização do estado: leis e regras econômicas mais simplificadas para facilitar o funcionamento das atividades econômicas;
    - diminuição do tamanho do estado, tornando-o mais eficiente;
    - posição contrária aos impostos e tributos excessivos;
    - aumento da produção, como objetivo básico para atingir o desenvolvimento econômico;
    - contra o controle de preços dos produtos e serviços por parte do estado, ou seja, a lei da oferta e demanda é suficiente para regular os preços;
    - a base da economia deve ser formada por empresas privadas;
    - defesa dos princípios econômicos do capitalismo.


    Críticas ao neoliberalismo
    Os críticos ao sistema afirmam que a economia neoliberal só beneficia as grandes potências econômicas e as empresas multinacionais. Os países pobres ou em processo de desenvolvimento (Brasil, por exemplo) sofrem com os resultados de uma política neoliberal. Nestes países, são apontadas como causas do neoliberalismo: desemprego, baixos salários, aumento das diferenças sociais e dependência do capital internacional.


    Pontos positivos [SE É QUE TEM... POIS O NEOLIBERALISMO NA PRÁTICA SÓ TEM SIDO BOM PARA OS DONOS DO CAPITAL. O NEOLIBERALISMO DESTRUIU NOS ÚLTIMOS ANOS A ECONOMIA EUROPEIA PRODUZINDO DESEMPREGO, PERDA DO PODER AQUISITIVO DE SALÁRIOS, RECESSÃO ECONÔMICA; DESTRUINDO SERVIÇOS PÚBLICOS E JOGANDO MILHÕES NA POBREZA]

    MAS OS DEFENSORES DIZEM QUE: Este sistema é capaz de proporcionar o desenvolvimento econômico e social de um país. Defendem que o neoliberalismo deixa a economia mais competitiva, proporciona o desenvolvimento tecnológico e, através da livre concorrência, faz os preços e a inflação caírem. 

    Exemplos de governos que adotaram políticas econômicas neoliberais nos últimos anos:

    - No Brasil: Fernando Collor de Melo (1990 - 1992) e Fernando Henrique Cardoso (1995 - 2003) [VALE LEMBRAR QUE ESSES GOVERNOS VENDERAM IMPORTANTES E ESTRATÉGICAS EMPRESAS ESTATAIS A PREÇOS DE BANANAS NA ÉPOCA, GERARAM DESEMPREGO, PERDA DO PODER AQUISITIVO DO SALÁRIO, DESMANTELAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO, ELEVARAM ASSUSTADORAMENTE A DÍVIDA EXTERNA DO PAÍS FAZENDO COM QUE O BRASIL PASSASSE A SER GERIDO PELOS CONSELHOS DO FMI - FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL; JOGOU MAIS DE 50 MILHÕES DE BRASILEIROS NA EXTREMA POBREZA... LULA E DILMA É QUE MUDARAM ESSA SITUAÇÃO MELHORANDO A VIDA DOS BRASILEIROS NA ÚLTIMA DÉCADA... PORÉM, AS FORÇAS REACIONÁRIAS DE DIREITA INSISTEM EM RETOMAR O MODELO FALIDO DE FHC PARA SATISFAZER INTERESSES DOS CAPITALISTAS...]


    - No Chile: Eduardo Frei (1994 - 2000), Ricardo Lagos (2000 - 2006) e Michelle Bachelet (2006 - 2010)
    - Nos Estados Unidos: Ronald Reagan (1981 - 1989), George Bush (1989 - 1993) e George W. Bush (2001- 2009)
    - No México: Vicente Fox Quesada (2000 - 2006)
    - No Reino Unido: Margaret Thatcher (1979 - 1990)


    Principais teóricos do Neoliberalismo:
    - Friedrich Hayek (Escola Austríaca)
    - Leopold von Wiese
    - Ludwig von Mises
    - Milton Friedman (Escola Monetarista, Escola de Chicago)



    Filoparanavai 2015

    Nenhum comentário:

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...